Inscreva-se em nossa newsletter!

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Carnaval com Pará


Carro em homenagem à Ilha de Marajó
(foto: Rodrigo Gorosito/G1)

Por Camila Nakaharada, Christiane Kokubo e Karina Miotto

O Carnaval é esquisito. Tem gente que tem ojeriza, tem gente que idolatra, tem os indiferentes, tem quem ensaie o ano todo pra participar. É polêmico, sem dúvida. Em alguns lugares mais do que em outros, por conta dos envolvimentos publicitários, os sambas-enredos patrocinados, o afastamento do público, o trabalho infantil envolvido, que muita gente não vê.

Tudo isso é grave.

Mas o Carnaval tem momentos de emoção e alegria também. Quando a gente vê uma grande escola de samba no Rio de Janeiro homenagear o estado do Pará, onde está a nossa Belém, sede do TEDx-Ver-o-Peso, dá vontade de colocar o gogó pra funcionar. Desafinado solta a voz bem alto, perna-de-pau vira bailarino.

Quem não estava lá ao vivo e vê pela televisão ou pelo computador se emociona de qualquer jeito. Mesmo que não saiba o que seja carimbó, oby, cuara, que nunca tenha sentido o calor humano dum Círio de Nazaré. Mesmo que não seja lá muito fã da Fafá de Belém, da Gaby Amarantos, da Dira Paes, da lambada do Beto Barbosa, não tem jeito. Estava todo mundo lá vibrando junto, homenageando o Pará. “O Pará, seu sabor, seu cheiro, sua gente, suas tradições, estão na Avenida”, diz a sipnose do enredo. Até mesmo quem nunca pisou “nesse talismã do nosso país” é capaz de ter sentido vontade de chorar, tamanha a emoção causada pelo desfile da Imperatriz Leopoldinense.

Todo enredo conta uma história. E a magia dos carnavalescos da Imperatriz foi recontar a do Pará, que também foi cantada em outros carnavais, pela Beija-Flor, em 1998, e pela Viradouro, em 2004. Na madrugada da terça-feira (12), referências e reverências fizeram dos elementos locais a juta para trançar os versos, a poesia entitulada “Pará, o muiraquitã do Brasil”. A floresta, os índios, o Teatro da Paz, o mercado Ver-o-Peso, a festa de Círio Nazaré, a santa Nossa Senhora de Nazaré, a cerâmica marajoara, o carimbó e o tecnobrega... “Pra falar de riqueza pelas bandas daqui, tem que voltar pra floresta (…) quando o homem aprender com a gente daqui, a natureza respeitar / Todo povo vai sair na rua pra cantar”.

Eram 3.200 integrantes da escola balançando a cadeira e incentivando o coral improvisado no sambódromo. Karina Miotto, parte da nossa equipe e co-organizadora do TEDx-Ver-o-Peso, estava lá e sentiu o corpo tremer e se arrepiar. “Foi realmente incrível ver o Pará tão bem representado pela Imperatriz. Como não havia lido sobre todos os desfiles antes de chegar ao sambódromo, o que tive foi uma grata surpresa. Deu muita saudade do ex-lar! Que bom que logo estarei de volta, graças ao TEDxVer-o-Peso. Foi lindo demais!”, comemora.

Depois de 1h19 de desfile, a Imperatriz conquistou um disputado 4o lugar na colocação geral, o que garante sua volta pro sambódromo no desfile das campeãs de amanhã, sábado, 16/02, a partir das 23h10.

“Exemplo do mundo, Pará!” Que vontade de te visitar. Quer uma boa chance pra saborear os temperos e aguçar o paladar das boas ideias que renovam? As inscrições para participar da plateia do TEDxVer-o-Peso vão até o dia 22 deste mês, e o resultado da seleção sai no dia 1 de março. Aproveite!

E se você quiser conferir o samba-enredo

Autores: Me leva, Gil Branco, Tião Pinheiro, Drummond e Maninho do Ponto
Intérpretes: Dominguinhos do Estácio e Wander Pires

Raiou Cuara!
Oby aos olhos de quem vê!
Eu bato o pé no chão, é minha saudação,
Livre na pureza de viver!
Sopra no caminho das águas
O vento da ambição!
O índio, então...
Não se curvou diante a força da invasão,
Da cobiça fez-se a guerra,
Sangrando as riquezas dessa terra!
Cicatrizou, deixou herança,
E o que ficou está em cartaz...
Na passarela, “estado” de amor e paz!

Siriá... Carimbó... Marujada eu dancei!
No balanço da morena... Me apaixonei!
O bom tempero pro meu paladar...
De verde e branco “treme” o povo do Pará!

A arte que brota das mãos,
Dom da criação, vem da natureza...
Da juta trançada em meus versos
Se faz poesia de rara beleza!
Oh! Mãe... Senhora, sou teu romeiro,
A ti declamo em oração:
Oh! Mãe... Mesmo se um dia a força me faltar,
A luz que emana desse teu olhar
Vai me abençoar!

No Norte a estrela que vai me guiar,
Exemplo pro mundo: Pará!
O talismã do meu país,
A sorte da Imperatriz!

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Enquanto isso, nossa equipe...


Karina Miotto e Analu Espada, co-host e host do TEDxVer-o-Peso
(foto: Marcelo Lelis)

Por Karina Miotto

Organizar este evento tem sido pra mim mais uma bela lição de extrema competência e de trabalho em equipe. De correria, muitas vezes de tal forma que, após trabalhar as oito horas diárias em nossos empregos, varamos a madrugada preparando site, textos, fazendo reuniões que gostamos de chamar de "encontros produtivos" para acertar antipenúltimos, penúltimos e últimos detalhes de produtoras, lugares na plateia, impressão de livreto, das fotografias vencedoras do concurso, o menu do almoço, do coffee break, a qualidade de áudio e vídeo, a decoração do cenário, a logística que teremos com palestrantes, as passagens aéreas, as hospedagens, as parcerias, os patrocínios. Isso, do time que está em Belém.

Eu, do Rio, penso a comunicação de todo o evento - cara do site, imagens, textos, tudo e qualquer coisa que de alguma forma mostre as caras do TEDxVer-o-Peso ao mundo - ao mundo sim, pois em nosso site recebemos visitantes dos Estados Unidos, Chile, Portugal, Itália, Espanha, Inglaterra, Austrália... isso sem falar que toco a curadoria dos palestrantes e a preparação deles para que enquadrem suas palestras no formato TEDx, o que inclui horas de conversa com cada um. Só consigo fazer isso porque tenho uma equipe linda comigo, eficiente, engajada, apaixonada, criativa. Sei com quem posso contar.

Teve um dia na semana passada que era 1 da manhã e eu falava com a Analu Espada, host desta edição do evento, sobre palestrantes. Ela tinha acabado de sair de um EP. Mal acordo e já me vejo falando com o Marcelo, da Ilhabela Digital, para acertar os últimos detalhes do formulário de inscrições. Mexe aqui e ali e pronto, formulário no ar. Finalmente.

Estamos neste bonde preparando este evento há quase 1 ano, de modo totalmente voluntário. Só pode ser muito amor pela causa, mesmo. Paixão, sua danada! A gente, os malucos que fazem eventos TEDx, sabe muito bem a intensidade de emoções e reflexões que provocamos nas pessoas que acompanham este evento acontecer. Ralamos pra caramba porque queremos que você tenha uma experiência extraordinária capaz de sacudir suas crenças, te tirar da zona de conforto, te emocionar, te colocar em contato direto com pessoas especiais que, como você, ou já atuam pelo melhor deste mundo ou querem muito fazer alguma coisa, mas não têm ideia de onde, nem como, nem quando, nem com quem. A gente curte assumir o papel de dar esse empurrãozinho.

Está tudo sendo preparado com amor, suor e lágrimas. Estamos ralando, mas com gosto, porque sabemos dos resultados que virão. Estamos nos guiando pelas cinco palavrinhas que nortearam o nosso concurso, olha só que coisa. Temos aplicado todos esses conceitos em nós mesmos, para materializar um lindo evento para vocês e para nós. Com carinho, sonhamos e juntos nos mobilizamos em ação. Tudo isso para te preparar uma bela surpresa...

O grande dia se aproxima.

Inscreva-se, indique o evento às suas redes.
Garantimos que será renovador.

Um grande abraço,
Karina Miotto

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Imagens que renovam de todo o Brasil

Do sonho de Ramon Reis Souza...
... à representação do agir de Viviane Kao

Por Christiane Kokubo

Gosto de sentir a foto antes de mais nada. Se me emociona, se me transporta para algum lugar, é sempre o principal para mim. Obviamente, num segundo momento eu posso pensar como fotógrafo e analisar com alguns critérios técnicos. O que me chamou atenção em algumas fotos é que eu parei no "primeiro momento". Havia algo tão poético em algumas imagens que fiquei apenas na esfera sensorial.

Adriano Gambarini, além de mestre das imagens, deu esse depoimento comovente quando perguntei sobre o que tinha achado das fotos que recebemos para o nosso concurso “Imagens que Renovam”. Como versos e estrofes, muitas fotografias poderiam, sim, ser vistas como parte de uma grande poesia. Poesia que dá vontade de imprimir bem grande no papel e colocar na parede, pra apreciar todos os dias. Poesia que nos faz dar asas poderosas à imaginação.

Dá gosto saber que o concurso vai resultar em uma exposição no Sesc Boulevard no dia 23 de março. Para todo mundo presente no TEDxVer-o-Peso prestigiar e ver o que é, na visão dos fotógrafos participantes escolhidos, o melhor exemplo de agir, mobilizar, carinho, surpresa e sonho, as palavras-tema do concurso. “É muito gratificante ver um trabalho lindo de várias pessoas em prol de um único objetivo: pensar em um mundo diferente”, disse Rafael Araújo, fotógrafo e integrante do time que cuidou do concurso.

Recebemos 70 inscritos das cinco regiões do Brasil. Fotos vindas de oito estados, além daquelas que não identificaram sua origem, chegaram para nos surpreender, alegrar e fazer viajar. A pré-seleção, feita pela equipe do TEDxVer-o-Peso, durou quase duas horas de conversas, muitos e-mails e mensagens trocadas. Gambarini e Alexandre Sequeira, nossos curadores, receberam 50 fotos, para escolher 5 cada um. Uma árdua missão. Nessas horas, o difícil não é decidir o que vai entrar, mas sim, quais ficarão de fora, tamanha a beleza das imagens inscritas.

“Foi maravilhoso saber que tivemos inscrições de todos os cantos do Brasil. Nosso concurso foi além das expectativas e as fotos, uma mais inspiradora que a outra. Todas são vencedoras, porque retratam a essência do concurso, foram renovadoras no conceito e na visão de cada inscrito. O TEDxVer-o-Peso está se consolidado como conector entre pessoas e atitudes inspiradoras e renovadoras, e o concurso foi a prova disso, de que conseguimos atingir um bom público e ainda trazê-lo ao conceito e ao tema do evento”, acredita Analu Espada, organizadora do TEDxVer-o-Peso.

Assim como Karina Miotto, co-organizadora do evento e responsável pelo concurso, ela ficou surpresa com as imagens recebidas. "Quando vi as fotos, fiquei feliz, animada e sensibilizada ao ver o cuidado com que foram feitas. Senti imenso carinho pelos participantes. Eles conseguiram muito bem unir imagens às palavras que propusemos. Da próxima vez, esperamos que mais pessoas participem - afinal, não é todo dia que um concurso de fotografia une um evento TEDx a uma exposição no Sesc, com a curadoria de dois grandes nomes da fotografia brasileira”, declarou Karina.

É com muita gratidão que finalizamos o concurso e anunciamos, hoje, 1o de fevereiro de 2013, as 10 fotos escolhidas! Todas são vencedoras, mas duas se destacaram e vão dar um lugar na plateia para os felizardos fotógrafos que as enviaram – e esta é nossa surpresa para você. Como lembra Gambarini, “escolhemos duas e justamente são as que estão nas categorias “sonho” e “ação”: complementares e têm tudo a ver com o tema do evento”. Confira no nosso site as dez imagens que renovam!

No dia 23 de março, estarão prontinhas para dar as caras e atingir o coração dos participantes no SESC Boulevard. Quer tentar um lugar na plateia? As inscrições, gratuitas, começam hoje e vão até o dia 22 de deste mês, também no nosso site. E se você não puder vir a Belém, não se preocupe. Haverá transmissão ao vivo pela internet! Não perca.